Cirurgia do Joelho

Cirurgia do Joelho

Muitos de nós ignoramos os nossos joelhos até o momento que eles causam desconforto, dor, ou interferem na atividade normal.

Esta articulação é a maior articulação do corpo, sendo constituída por 4 ligamentos principais (ligamento cruzado anterior, ligamento cruzado posterior, ligamento colateral lateral, ligamento colateral medial) proporcionando a estabilidade da articulação que juntamente com os ossos (fêmur, tíbia e patela) determinam a amplitude de movimento do joelho.

Existem ainda ligamentos menores que contribuem para estabilidade dos meniscos e da patela.

Os meniscos são placas de fibrocartilagem assimétricas e uniformes localizadas na superfície articular da tíbia, sendo estruturas essenciais para a estabilidade, amortecimento, lubrificação da articulação e outras diversas funções.

Um joelho saudável é aquele em que os ossos deslizam suavemente pela cartilagem do outro, enquanto que ligamentos, tendões e músculos mantêm a articulação alinhada, forte e saudável.

Se seu joelho apresenta dor, inchaço, e limitação de movimento será necessário consultar um médico o mais rápido possível. Problemas nos joelhos tendem a piorar rapidamente quando a articulação fica restringida por uma lesão ou patologia.

ARTROSE DO JOELHO

O joelho é umas das articulações que mais recebem a carga do corpo humano durante a marcha, ele é composto por três ossos: fêmur, tíbia e patela, e faz movimentos de rotação e rolamento, e sofre movimentos de compressão.

A cartilagem articular e os meniscos ajudam no amortecimento destes movimentos junto com o liquido sinovial que funciona como se fosse um lubrificante. Alguns fatores levam ao desgaste da cartilagem articular, que chamamos de artrose. Existem os fatores hereditários, os traumáticos (trauma local/trauma de repetição), os desvios de eixo quando o joelho é muito para dentro ou muito para fora, além das inclinações da patela que podem levar ao longo do tempo o desgaste da cartilagem articular.

Uma vez diagnosticada a artrose, que tem como característica o paciente com muita dor e dificuldade de marcha, evoluindo ao longo dos anos a dificuldade de marcha e a dor vão aumentando. Nestes pacientes o tratamento inicial deve ser conservador, com medicamentos analgésicos e antiinflamatórios e exercícios para a cadeia muscular, tanto de alongamento como de fortalecimento. O uso de protetores de cartilagem, chamados de condro protetores também auxiliam no tratamento, ajudando no retardo da evolução da doença e fazendo com que diminua a velocidade do desgaste da cartilagem articular. Os casos onde a dor é muito intensa e a diminuição da qualidade de vida acontece, em geral, é indicado tratamento cirúrgico para a correção da artrose. O tratamento de escolha atualmente nos paciente idosos é a prótese total do joelho chamada  de artroplastia total do joelho.

Prótese total do Joelho

O número de cirurgias de próteses (Artroplastia) total do joelho em pacientes com artrose nos Estados Unidos em 2005 foi de aproximadamente 450.000 por ano, e o número de revisões (troca de próteses) foi ao redor de 38000. Com a melhora dos materiais e técnicas aliado ao envelhecimento da poplulação acredita-se que os números passem para 3.481.000 e para 268.000 respectivamente em 2030. No Brasil não temos senso estatístico.

A cirurgia consiste em trocar a cartilagem danificada por um material artificial, composto principalmente por zinco e cobalto, e entremeado por uma substância dura e plástica de polietileno, esses componentes protéticos são cimentados no osso previamente preparado, melhorando sensivelmente a qualidade de vida destes pacientes, onde conseguem deambular muito próximo do normal e sem dor, chegando até a poder fazer alguns esportes de baixo impacto. Em geral estes componentes protéticos costumam durar em média 15 anos, devendo ser trocados no momento em que acontece o desgaste ou a soltura dos componentes. Hoje em dia já é possível realizar estas artroplastias utilizando o auxilio de um navegador. O navegador é um software de computador que acoplado à sensores no joelho, auxiliam o cirurgião confeccionar o cortes ósseos e a colocação dos componentes protéticos da melhor forma possível para que isso consigamos aumentar a durabilidade dos componentes protéticos.

Para se utilizar o navegador é necessário um período de treinamento básico.

Trabalhos mostram que o eixo, chamado de eixo mecânico ou eixo de carga, que é por onde passa o peso do paciente em um determinado local da prótese é um dos fatores determinantes para a durabilidade desta prótese. Com o uso do navegador conseguimos fazer com que o eixo iguale a distribuição de carga, tanto da parte medial para a lateral, e com isso conseguimos fazer com que haja uma diminuição do seu desgaste e aumentando a longevidade da prótese.

 

Meniscos

 

Os meniscos em número de 2 (medial e lateral), são discos em forma de "C" e "O" respectivamente, compostos por fibrocartilagem localizados entre o fêmur e a tíbia. O meniscos tem como função a sustentação do peso corporal, absorção de impacto (amortecedor), estabilidade articular e lubrificação da articulação.

Podemos dizer com certeza que eles possuem papel importante na conservação da saúde do joelho.

As lesões meniscais podem ocorrer tanto por trauma como por processos degenerativos. Na grande maioria dos casos a cirurgia é a forma de tratamento mais indicada. Os tipos de cirurgias mais comuns para as lesões meniscais são: as meniscectomias parciais (em que se retira a parte do menisco que está lesado) ou suturas meniscais.

Cruzado Anterior (LCA)

 

O ligamento cruzado anterior(LCA) é uma das estruturas ligamentares cruzadas no centro do joelho. Sua função é manter a estabilidade contra a translação anterior da articulação. Ele é um dos ligamentos mais importante do joelho com maior número de incidência de lesão.

A maneira mais comum de se lesionar o L.C.A é girar o corpo sobre o joelho. Em esportes de mudança de direção, tais como futebol, voleibol e handebol encontram-se os maiores números de casos. Normalmente os pacientes relatam ter escutado um estalido e apresentarem dor, inchaço e perda parcial da função.

Em caso de lesões a cirurgia deve ser considerada. Com a melhoria dos equipamentos cirúrgicos e a vizualização artroscópica, a cirurgia para a reconstrução deste ligamento tornou-se muito mais exata e de recuperação mais rápida.

Em média uma cirurgia para reconstrução do L.C.A dura em média de 1 hora e o paciente recebe alta hospitalar no dia seguinte.

A reabilitação é iniciada já no hospital, no qual o paciente irá utilizar muletas nas duas primeiras semanas e irá retornar aos esportes em média de seis a nove meses de pós – operatório.

Cruzado Posterior (LCP)

 

As lesões do ligamento cruzado posterior são as que envolvem os maiores danos a articulação do joelho. 
A literatura mostra bem menos publicações do LCP em relação ao ligamento cruzado anterior (LCA) porém, com muitos profissionais com interesse nessa estrutura nos últimos anos.

A freqüência de lesão dessa estrutura aumenta a cada ano porém em um numero bem menor que o LCA. Existem uma série de controvérsias sobre o mecanismo do trauma (como a lesão ocorre), abordagem não cirúrgica x cirúrgica e ainda em relação ao diagnostico.

Em nossa experiência acreditamos que o LCP é mais lesado do que diagnosticado, e em caso de ruptura existe uma sobrecarga importante nas superfícies articulares do joelho.

Em nosso grupo dedicamos especial atenção a este ligamento que consiste em uma de nossas principais linhas de pesquisas com publicação internacional sobre novo sistema cirúrgico para o tratamento dessas lesões.

Em uma população normal as lesões do ligamento cruzados posteriores (LCP) ocorrem entre 3% a 25% de todos os entorses de joelho. Sua função primária é previnir que a tíbia se desloque posteriormente em relação ao fêmur.

Para se diagnosticar uma lesão neste ligamento é necessário verificar a história completa do acidente, exame clínico de um médico especializado, e aspecto clínico do paciente após a lesão. Durante a coleta da história o conhecimento do mecanismo da lesão será extremamente necessário para um diagnóstico mais completo.

As lesões geralmente são causadas por traumas diretos no joelho, acidentes de automóvel com trauma no painél ou queda sobre o joelho fletido.

Quando diagnosticada, apenas um ortopedista , especializado em joelho, poderá indicar o melhor tratamento a ser seguido.